segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Recordações I




O Clube de Ideias

Outro dia fui instigado por uma amiga do Orkut (e da vida também, a Lúcia Faver) a me lembrar de qual momento de minha vida havia me marcado de forma efetiva e que me houvesse transformado como pessoa ... não me lembro direito a redação do scrap, mas era mais ou menos isso, ou foi o que entendi. E logo me veio à mente um momento único e que realmente me tornou menos radical, mais tolerante comigo mesmo e com as pessoas que eu convivo (dá para acreditar que já fui pior?): a vivência no "Clube de Ideias"! E a partir dessa recordação fui me dar conta de que já faz uns 20 anos essa experiência!
Lembro-me que do grupo participavam comigo a D. Gilda Tostes, o Luciano Mercante, a Suely Vidal, o José Júnior e a Lúcia Nair. Nos reuníamos semanalmente por cerca de 2 horas para discutir algum tema relevante ou então uma notícia atual. E não tínhamos a menor preocupação ou pudor em expor nossos pontos de vista, nossos conhecimentos (ou não), nossas verdades. E muito menos ainda a preocupação de "fazer a cabeça" uns dos outros, ou mudar opiniões, ou criticar teses completamente diferentes daquilo que pensávamos a respeito do que discutíamos. E ficávamos ouvindo, entendendo e respeitando o que o outro falava, complementando coisas, admirando minúcias que nunca havíamos parado para pensar e, acima de tudo, deliciando com o que o outro tinha a dizer. E passava tão rápido o tempo e aquelas ideias ficavam por uma semana sempre nos fazendo ainda refletir mais e mais sobre o assunto.
A cada semana a reunião era na casa de um dos membros do grupo e já no início começaram os tais lanchinhos que cortamos para não nos desviarmos do nosso objetivo. Passou a ser só mesmo o cafezinho com uns biscoitinhos comuns. E eram papos inesquecíveis, experiências de vida incríveis! Como aprendi com essa gente! Como aquelas consversas eram legais e as pessoas que delas participavam também.
Resolvemos então abrir o grupo para uma "Semana de Debates" que ocorriam anualmente e onde convidávamos conferencistas para expor também suas idéias e levantarem temas que posteriormente eram debatidos. E me lembro de termos trazido a Miracema a Benedita da Silva, o Carlos Eduardo Novaes, a Prof Thereza Leite de Juiz de Fora, a Jô Mezabarba de Tombos (e que, para mim, foi a pessoa que falou da forma mais direta que já vi até hoje sobre AIDS e DST; e isso numa época em que o tema era tabu), e tantos outros psicólogos, médicos e educadores que passaram pelo auditório da EE Prudente de Moraes com seus recados e que encantavam sempre a platéia. Participavam cerca de 200 pessoas desses encontros em que o ingresso era uma contribuição mínima para um lanche que acontecia no intervalo entre as palestras e os debates.
Foi uma época maravilhosa e que recordo com bastante carinho! E esse grupo se reuniu por uns 4 ou 5 anos e acabou se dispersando por caminhos diferentes que fomos tomando... mudanças de Miracema, problemas de saúde e até mesmo o falecimento do Luciano. Mas foi uma boa idéia, com certeza! E até hoje cada um de nós se recorda com carinho desse Clube que formamos por um tempo.

4 comentários:

Lucinha disse...

Muito legal Marcelino que de certa forma colaborei para vc relembrar esse fato que "te transformou".Sugiro que retorne com o grupo, afinal uma pessoa com sua capacidade questionadora não pode nos privar de aprender um pouco com vc! Beijão

soutotostes disse...

Marcelino,

Participei dessa semana de idéias e lembro-me muito bem das palestras, que marcaram minha vida, com certeza. Lembro da palestra dessa professora Jô e ela falando sobre sexo e aids, fazendo muita gente arrancar os cabelos, pois tocou em assuntos que, para alguns da platéia era inimaginável, como aqueles que têm relação sexual usando uma colcha, para impedir a visão um do outro. Também falou sobre relação sexual durante o período em que a mulher está no período de menstruação, etc.. O Novaes foi sensacional, na época ele havia lançado um livro, que adquiri e li, com o respectivo autógrafo.
Lembro que participei de uma feijoada com a Benedita, se não me engano, na sua casa mesmo, junto com um grupo grande de pessoas. Foi muito legal e marcante.
Boas lembranças...

Gloria Vargas disse...

Marcelininho,esse seu nome, sempre será minha referência nos tantos ensaios culturais e apresentações em nossas vidas,sempre com você meu irmão, quantas modalidades no âmbito existencial...criação do Grêmio Recreativo Escola de Samba Reação,um sucesso em plena avenida....por quatro anos consecutivos! Depois nos reunimos noutra feita ,para aqueles saraus,colocando nossos poetas com seus relevantes trabalhos,fizemos algumas coisas meritórias e reconhecidas publicamente...O CLUBE DE Ideias,um encontro magnífico das mais extraordinárias figuras de um cenário cultural brasileiro, polivalente em cujos temas eram abordados do social, político e humano,verdadeiros canais de abordagens polêmicas com suas particularidades voltadas para o arrazoamento de interesse comum e social,e posso dizer meu amigo, esse foi inegavelmente o ponto culminante das tantas diretrizes dos inumeráveis outros momentos de suas inesgotáveis e sábias idéias!
Deixo aqui a reverência pelo ânimo criador e de uma irrevererência singular e corajosamente apreciável!!

Fátima Cerqueira disse...

O pessoal se tocou! Está na hora de agitar alguma coisa. Você tem muito para dar. Beijos.